segunda-feira, 24 de novembro de 2008

< RESPONDA >



Neste último final de semana rolou a décima quarta edição do Goiânia Noise Fesival. Fuçando o sitie do evento confesso que um mix de sentimentos tomou conta de meu âmago. Fiquei impressionado com a quantidade de diferentes siglas ao lado do nome das bandas, vejam ; SP, GO, DF, SC, PB, ING, EUA, ESC, RJ, CAN, PE, FIN, ARG, CHI, BEL, PR.

Após constatar bandas de tantos lugares e nacionalidades, uma pergunta preencheu minha cabeça e inspirou-me a escrever essas linhas...

ONDE ESTÃO AS BANDAS MADE IN CE NESSES GRANDES FESTIVAIS ALTERNATIVOS BRASILEIROS?????????????????????????

O que será que está faltando? Será qualidade artística? Profissionalismo e produção? Iniciativa por meio das bandas? Interesse? Compromisso com o trabalho? Dinheiro? O que será?

Deixo aberto o blog para comentários e respostas, pois eu não as tenho, sinceramente, não as tenho...


...

2 comentários:

Raphael disse...

É lametavel mesmo, mas se é complicado se inserir nas panelinhas que rolam aqui( ceará), imagina nas de lá..por que bixo isso rola e muito.
E acredito eu, pra se chegar nesse festivais é necessario você possuir uma visibilidade que geralmente se alcança por meio de um trabalho fonográfico(outra coisa que é díficil se alcançar).
A maioria das bandas que conseguiu gravar um bom disco não circulam mais por aqui como Soulzé e Cidadão Instigado.
É isso e outras coisas né. Acredito na cena cearense,na minha opinião uma das melhores do Brasil, pela diversidade de estilos, mas existem obstaculos que só com muita força de vontade se superam.

RAPHAEL

Matheus Salvany disse...

será que é só por isso mesmo???